A Fonoaudiologia e a Pandemia – Atendimentos por Teleconsulta

De repente, o mundo parou. Se não parou, devia parar: parar, ao menos, por um tempo, para redirecionar a rota e traçar um novo rumo.

Estamos perante uma tragédia universal: a COVID-19 assola todo o mundo e, diante disso, nos resta uma única alternativa: redirecionar atos, falas, modos de ser e agir.

Estamos passando por grandes transformações e, para passar por elas, devemos estar alinhados aos princípios que regem uma forma básica de laço social: a da solidariedade. Por meio dela, devemos caminhar na direção de construir um projeto coletivo que possa acolher o maior número de pessoas.

É certo que as reorganizações são imensas e que cada um encontrará, no seu tempo, seu novo modo de estar no mundo.

Nós, fonoaudiólogos, estamos juntos nesta direção. Regidos pelas orientações do Ministério da Saúde (https://coronavirus.saude.gov.br/) e do Conselho Federal de Fonoaudiologia (https://www.fonoaudiologia.org.br/cffa/index.php/2020/04/nota-de-esclarecimento-sobre-a-telessaude-em-fonoaudiologia/ ) caminhamos na construção de uma nova prática que sustente os pilares da terapia antes feita presencialmente.

As diretrizes para a teleconsulta em fonoaudiologia encontram-se na Resolução 427/2013, mas, diante da pandemia, modificações foram feitas e estão valendo desde o dia 20 de março deste ano.

É diferente, mas é possível recriar uma nova forma de contato com os pacientes e as famílias com as quais já tínhamos um laço terapêutico estabelecido. Venho atendendo por teleconsulta a maioria dos meus pacientes desde o início da pandemia e tenho tido experiências riquíssimas. Posso dizer que cada atendimento tem ganhado um formato particular e que o motivo pelo qual aquele paciente estava em terapia, vem sendo trabalhado também a partir deste novo formato.

Além disso, ressalto que é possível iniciar atendimentos fonoaudiológicos por meio da teleconsulta, ou seja, mesmo que você não tenha tido nenhum atendimento presencial com o fonoaudiólogo, é possível iniciar um atendimento por via on-line.  É um campo novo e que vem sendo estudado pelos fonoaudiólogos incessantemente para garantir que este espaço seja um campo frutífero e que permaneça para além desta pandemia considerando, por exemplo, que, atualmente, muitas pessoas e famílias não conseguem se deslocar para ir até um consultório por diversos motivos e esta pode ser uma alternativa.

Juliana Mori<BR>Fonoaudióloga

Juliana Mori
Fonoaudióloga

CRFa2: 12913

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
E-mail